O treinador de Santo Antão reconheceu, em declarações à Inforpress, erros da sua equipa no jogo da final da Taça Independência, disputada terça-feira contra Santiago, mas mesmo assim, Palela deu os parabéns aos adversários pela conquista.


“Excelente seria vencer o Inter-Ilhas, que era a ambição da selecção de Santo Antão. Não conseguimos, paciência. Cometemos erros que não devem ser cometidos no futebol e pronto. Santiago Venceu, parabéns para a sua equipa. A nós nos resta continuar a trabalhar”, afirmou.
Perguntado se Santiago foi um justo vencedor, Palela respondeu: “justo vencedor não diria porque foi um jogo equilibrado, mas, sim, nós cometemos erros e eles aproveitaram para ganhar o jogo”.
Os santantonenses entraram em campo, na final disputada na terça-feira à tarde no Estádio Orlando Rodrigues, em Tarrafal de São Nicolau, à procura do título inédito, enquanto Santiago tentava o “penta” para igualar a São Vicente, que já venceu o torneio por cinco vezes.
As duas selecções fizeram a reedição das finais de 2009 e 2011, todas ganhas por Santiago, que soma agora terceira vitória numa final desta competição contra Santo Antão, que perdeu ainda a final de 2007, contra São Vicente
Os dois combinados chegaram à final depois de eliminarem, nas meias-finais, as congéneres da Boa Vista e do Fogo.
Os santanoneses chegaram com o pleno de vitórias, quatro na primeira fase e uma nas meias-finais, enquanto Santiago conseguiu quatro vitórias e um empate, este na fase de grupos contra São Vicente.
A Taça Independência, ou torneio Inter-Ilhas, prova da Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF), arrancou do dia 05 deste mês em Ribeira Brava e termina hoje no Tarrafal de São Nicolau. Estiveram envolvidas as selecções regionais das nove ilhas habitadas do país mais a Diáspora, que nesta edição esteve representada pelos Estados Unidos.
Inforpress