A avançada Lais Spencer mostra-se “eufórica e expectante” por integrar a primeira selecção feminina de sempre de Cabo Verde e promete trabalhar para ajudar o país a fazer história no seu primeiro jogo internacional.


Campeã de Cabo Verde pela equipa do Llana, da ilha do Sal, Lais Spencer manifestou todo seu orgulho em declarações à Inforpress, por esta “honrosa chamada”, para defrontar a selecção nacional da Guiné-Bissau esta sexta-feira, no Estádio Nacional, na Cidade da Praia.
Goleadora nata, dado ao seu grande faro para bater as guarda-redes, Lais considera “indiscritível” manifestar o seu sentimento pela chamada à selecção e mostra-se preparada para colocar ao serviço de Cabo Verde, todo o seu espírito de sacrifício e de humildade.
Disse esperar com o apoio de todos os cabo-verdianos, tanto residente como na diáspora, por acreditar que a selecção está recheada de “grandes atletas, capacitadas e com determinação” para fazer história no futebol feminino.
“Se depender de mim e com a ajuda dos meus colegas, trabalho sempre para fazer ou marcar golos”, enalteceu Lais, que promete dar o seu máximo para que Cabo Verde possa vencer a Guiné-Bissau.
Inforpress