O centrocampista Jimmy Inês, da Académica de Coimbra (Portugal) está orgulhoso com a sua primeira chamada à selecção cabo-verdiana de futebol e disse que aguardava há muito tempo por esta oportunidade para vestir a camisola dos Tubarões Azuis.


Actualmente a jogar na segunda divisão do campeonato português, o centrocampista cabo-verdiano revela que esta chamada é fruto do “bom trabalho” que tem vindo a desempenhar na equipa da “briosa” em Portugal.
O jovem jogador de 22 anos marcou presença pela primeira vez no treino desta segunda-feira no Estádio Nacional de Cabo Verde a par de Steven Pereira, depois de cumprir uma semana de estágio em Portugal, na Academia do Sporting, em Alcochete.
Jimmy diz-se preparado para assumir a titularidade frente a formação do Uganda, em caso de uma eventual chamada pela equipa técnica, para o jogo a contar para a qualificação para Copa das Nações Africanas 2019.
Apesar do factor casa não estar favorável à selecção nacional de futebol, após uma sequência de maus resultados nos últimos jogos, o jovem futebolista revela que a par do grupo se sente preparado psicologicamente para lidar com a situação e conseguir uma vitória frente ao Uganda.
O jogo Cabo Verde/ Uganda, referente à primeira jornada do Grupo L a contar para a eliminatória da CAN 2019, realiza-se este sábado, 10, no Estádio Nacional na Cidade da Praia.
Por seu turno, Steven Pereira, que milita no MVV Maastricht da Holanda e que foi chamado também a representar as cores nacionais, afirmou que se sente completamente integrado, como estreante da seleção cabo-verdiana de futebol, que se prepara para o embate de Sábado com Uganda.
O jovem jogador de 23 anos que actua na segunda divisão da liga holandesa de futebol, mostra-se radiante por vestir pela primeira vez a camisola da seleção nacional.
Disse à reportagem da Inforpress que está preparado para jogar na selecção, convicto das exigências dos adeptos, “conforme a mensagem passada pelos companheiros de equipa”.
Steven Pereira define-se como um jogador que pode actuar como defesa central e a lateral direita e afirma que vai continuar a trabalhar muito nos treinos para que possa ser chamado mais vezes pela equipa técnica, sob as ordens de Lúcio Antunes.
Apesar da sua polivalência, Steven afirma que se sente mais confortável quando joga a defesa central e promete estar sempre disponível quando chamado pelo selecionador para representar Cabo Verde.
A selecção tem vindo a preparar o jogo deste sábado à tarde frente a seleção do Uganda, a contar para primeira jornada da qualificação para a CAN’ 2019 a ser disputada nos Camarões-.
As duas selecções estão separadas no “ranking” da FIFA por 13 posições, ocupando nesta altura Cabo Verde a 84ª posição e o Uganda a 71ª.
Fonte: Inforpress