“Só faz falta quem la está”, comecou por dizer, no facebook, Zé Luís, respondendo ás críticas por ter solicitado a sua dispensa dos próximos compromissos da Seleção Nacional, devido a motivos pessoais.


“Totalmente de acordo convosco…a minha decisão foi tomada de acordo com os meus sentimentos…nunca tive rendimento suficiente na seleção… só prejuízos e lesões…não vejo motivos para tanta polémica..”, disse o avançado do Spartak Moscovo.

“Conforme disseram existem muitos jogadores com mais qualidades para representar a seleção. Agora que nunca fui amado, isso é verdade. Fui sempre julgado e castigado por decisões. Dizem que eu não quero ir. Tanto faz.…quer queiram ou não o meu apoio pela seleção é incondicional”, continuou.

“Não vou fazer nenhuma falta. Então deixem de criticar e apoiem a seleção, simplismente isso…amor para a minha terra tenho até ao fim do mundo… ninguém me deu nada, tudo foi á base do meu suor, sacrifício e luta. Não devo nada a ninguém …e não se preocupem. Não estou a pedir para gostarem e comprederem. Pra mim basta o amor da minha familia e pessoas mais próximas. Já me fazem feliz. Fui sempre assim e vou continuar…paz e amor”, concluiu.

Cabo Verde joga com o Lesoto, no dia 09 de Setembro, em Maseru, a contar para as eliminatórias do Campeonato Africano de Futebol (CAN) de 2019.