A assinatura do protocolo foi assinado esta quinta-feira, na Cidade do Futebol, num acordo firmado entre Mário Semedo, Presidente FCF, e Fernando Gomes, Presidente FPF. O acordo abrange áreas de formação, intercâmbio desportivo, apoio jurídico, entre outros.


A FPF prestará igualmente apoio na reformulação dos Estatutos e Regulamentos da FCF, na elaboração de um plano estratégico para o desenvolvimento da federação cabo-verdiana, assim como na implementação, em Cabo Verde, de um programa de licenciamento de clubes ou a criação de uma escola de formação própria na FCF.

Em declarações ao fpf.pt, Fernando Gomes, expressou a sua satisfação pelo estreitamento dos laços entre as duas federações: "No anterior mandato do presidente Mário Semedo já tínhamos estado muito próximos de assinar este protocolo e agora, e porque tínhamos os alicerces da relação já construídos, conseguimos assinar este protocolo que se estende a várias áreas (...). Vamos procurar ajudar a desenvolver o futebol em Cabo Verde e também vamos procurar fazer a ligação entre os apoios que a própria UEFA, através do programa Assist, coloca ao serviço de federações de outras confederações. Poderemos assim ajudar a desenvolver o futebol não só em Cabo Verde mas também nos países lusófonos", disse.

Mário Semedo, líder da FCF, enalteceu igualmente a parceria entre as duas federações: "A importância deste protocolo para nós é enorme uma vez que tem uma componente muito importante de formação de quadros. Face às potencialidades de Portugal e da FPF, é claro que o nosso futebol pode beneficiar muito," explicou.

No âmbito deste protocolo com Portugal, nos próximos dias irão ser divulgados novidades.

Este é o segundo protocolo assinado pela FCF nesta semana, isto depois de na terça-feira ter sido assinado com a Real Associação Holandesa de Futebol (KNVB) um memorando de entendimento.