O presidente da Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF) Victor Osório regozijou-se, hoje, com o facto de a selecção nacional tornar-se na segunda melhor equipa africana e o 33º melhor da FIFA, alegando tratar-se de trabalho que vem de há muito.


Victor Osório classificou de “muito boa” a actualização esta quinta-feira do “ranking” da FIFA, que enche “toda a nação cabo-verdiana de felicidades”, e particularmente a Federação Cabo-verdiana de Futebol.

Afirma tratar-se de uma “classificação inédita” e que traz “mais responsabilidades desafiantes” para a FCF que, a seu ver, pretende subir mais a cada dia, com o argumento que os “Tubarões Azuis”, nome por que é conhecida a selecção cabo-verdiana de futebol, tem feito um “trabalho fantástico” dentro e fora do país.

“Esta geração de futebolista e todo o trabalho que tem sido feito já ultrapassou as próprias fronteiras cabo-verdianas”, enaltece Osório, ressalvando que com o estatuto do 33º melhor do mundo e a segunda em África dá muita responsabilidade a Cabo Verde e a FCF em continuar e a “querer mais”.

A este propósito, disse que o “trabalho compensa” e que a FCF vai continuar com este ritmo.

A melhor posição de sempre de Cabo Verde no “ranking” da FIFA foi o 27º posto atingido em Fevereiro de 2014.
Fonte: Inforpress