CAN'2023: "Tubarões Azuis levaram o nome de Cabo Verde ao mais alto nível" - Primeiro Ministro


O primeiro-ministro afirmou hoje que os Tubarões Azuis conseguiram colocar o nome, a bandeira e a notoriedade de Cabo Verde ao mais alto nível e que os mesmos fizeram uma prestação “muito boa” na CAN 2023.



Ulisses Correia e Silva fez estas afirmações à imprensa, após exercer o seu direito de voto nas eleições internas para presidente da Comissão Política Concelhia da Praia do Movimento para a Democracia (MpD), realizada esta manhã na Cidade da Praia.

“Perdemos o jogo através da marcação das grandes penalidades, o que é sempre um jogo de roleta russa, mas faz parte. Cabo Verde esteve muito bem, merecíamos ganhar este jogo, merecíamos passar à próxima fase, mas a vida é assim, o que fica é uma grande prestação e conseguiram colocar o nome, hino, a bandeira e a notoriedade de Cabo Verde ao mais alto nível”, declarou.

Segundo o chefe do executivo, os cabo-verdianos estão orgulhosos do percurso que a selecção nacional de futebol fez durante as competições, prestação essa que, o seu ver, foi manchete nos órgãos de comunicação social de vários países do mundo.

“Cabo Verde foi uma grande surpresa que é uma certeza hoje no futebol, que é continuarmos com a mesma força, mesma energia, mesmo talento para os novos embates”, declarou.

O sonho da selecção nacional de futebol chegar pela primeira vez a uma meias-finais de um Campeonato Africano da Nação terminou este sábado com a derrota, por 2-1, nas grandes penalidades, ante a África do Sul.

Em jogo dos quartos-de-final, realizado no Estádio Charles Konan Banny, em Yamoussoukro, na Costa do Marfim, o zero a zero persistiu durante o tempo regulamentar e prolongamento e nas grandes penalidades os sul-africanos muito melhor.

Cabo Verde somente converteu um (Bryan Teixeira) e falhou quatro, por Bebé, Willy Semedo, Leroy Duarte e Patrick Andrade.

Nas meias-finais, cuja partida está marcada para quarta-feira, 07, às 16:00, a África do Sul vai encontrar a Nigéria, que nos quartos-de-final eliminou Angola.

Na outra semifinal, a ser disputada no mesmo dia, três horas mais tarde, a selecção anfitriã, a Costa do Marfim, vai defrontar a República Democrática do Congo (RD Congo), que deixou pelo caminho a Guiné-Conacri, com um triunfo por 3-1. Os marfinenses venceram o Mali por 2-1, após prolongamento.

CM/ZS

Inforpress


Print   Email

         

Mais de 10 anos com os desportistas cabo-verdianos

 

 

 

SUBSCREVER AS NOSSAS NEWSLETTERS

Ao subscrever, tomo conhecimento que as newsletter poderão conter publicidade.
 

SUBSCREVER AS NOSSAS NEWSLETTERS

Ao subscrever, tomo conhecimento que as newsletter poderão conter publicidade.