Copa do Mundo 2022: HISTÓRICO! Salima Mukansanga torna-se na primeira árbitra africana a fazer parte de uma equipa de arbitragem num Mundial





A árbitra africana, Salima Mukansanga, de Ruanda, tornou-se na primeira árbitra africana a fazer parte de uma equipa de arbitragem numa Copa do Mundo da FIFA.



A ruandesa, de 34 anos, que já tinha feito história quando, em janeiro de 2022, se tornou a primeira mulher a apitar num Campeonato Africano das Nações (CAN), foi a quarta árbitra na goleada de 4-1 da França sobre a Austrália em jogo do grupo D.

Antes, Stephanie Frappart, da França, tinha feito história ao tornar-se a primeira mulher a apitar uma partida masculina da Copa do Mundo, servindo como a quarta oficial.

Frappart e Salima Mukansanga, que é árbitra internacional da FIFA desde 2012,  juntam-se a Yamashita Yoshimi do Japão entre os 36 árbitros selecionados para o torneio.

Salima Mukansanga foi oficial da Copa do Mundo Feminina da FIFA de 2019, em França.

No início deste ano, tornou-se a primeira mulher a arbitrar na Copa Africana das Nações, liderando uma equipa feminina composta por Fatiha Jermoumi (Marrocos), Carine Atemzabong (Camarões) e Bouchra Karboubi (Marrocos) como VAR.

 Já arbitrou nas Olimpíadas, na Copa do Mundo Feminina da FIFA, na Copa Africana de Nações Femininas e na Liga dos Campeões Feminina da CAF.


ADP/CrioloSports


Print   Email

         

Mais de 10 anos com os desportistas cabo-verdianos

 

 

 

SUBSCREVER AS NOSSAS NEWSLETTERS

Ao subscrever, tomo conhecimento que as newsletter poderão conter publicidade.
 

SUBSCREVER AS NOSSAS NEWSLETTERS

Ao subscrever, tomo conhecimento que as newsletter poderão conter publicidade.