Futebol: CAF interdita Estádio Adérito Sena. Cabo Verde sem estádios para receber jogos internacionais.



Cabo Verde está sem estádios para receber jogos internacionais!


Na sequência de uma nova inspeção realizada pela Confederação Africana de Futebol (CAF), o Estádio Adérito Sena, em São Vicente, acabou de ser interditado por falta de condições técnicas para receber jogos internacionais.

Sendo o Estádio Adérito Sena, até agora, o único estádio em condições de receber os jogos da seleção nacional, desde que o Estádio Nacional, na Praia, foi reprovado em meados do ano 2021, por falta de condições no relvado, os Tubarões Azuis vão ter de disputar os jogos da fase de qualificação para a CAN 2023 fora de casa.

Em conversa com a Rádio de Cabo Verde, Mário Semedo, presidente da Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF), informa que a solução poderá ser jogar em jogar Marrocos ou Senegal.

“Estamos a pensar em duas saídas, Marrocos ou Senegal. Pelo que eu sei, em relação ao Senegal, há vários pedidos porque há muitas equipas que não estão autorizadas a jogar em casa. Neste momento, estamos a desenvolver os contactos com Marrocos, até porque, como vamos jogar lá com o Burquina, será mais fácil do ponto de vista da logística”, expresou o líder da FCF em declaraçoes esta manhã ao Jornal de Desporto da RCV.

Á RCV, o gestor de licenciamento de clubes e estádios, Fernando Firmino, explica que muitos desses problemas já tinham sido identificados em inspeções anteriores e que, entretanto, não foram corrigidos.

“Há uma exigência de ter os balneários em standard mundial. Nós estamos a competir com seleções africanas de topo mundial a nível das infraestruturas desportivas. Se Burquina vai jogar fora, se Cabo Verde não tiver infraestruturas muito superiores aos seus concorrentes, isso automaticamente pesa do ponto de vista de quem irá decidir”, explicou.

O responsável fez ainda referência a aspetos técnicos ligados às condições de segurança dos adeptos, à iluminação que impede o estádio de receber jogos á noite, entre outras questões levantadas pela mais recente inspeção, efetuada em finais de abril.

Para Fernando Firmino, este percalço representa “uma oportunidade” para Cabo Verde repensar a gestão das infraestruturas desportivas. Os investimentos “terão de ser céleres”, diz o gestor, para que tão breve quanto possível, os Tubarões possam voltar a jogar em casa, diante do seu público

“Temos de investir no Estádio Adérito Sena, temos de investir no Estádio Nacional e, diria, temos de investir em todos os estádios de cabo Verde para termos melhor prática e desenvolvimento do desporto em Cabo Verde. Em relação a estas duas primeiras jornadas já não há volta a dar, mas temos de trabalhar para reverter essa decisão e voltar a ter jogos aqui em Cabo Verde já no mês de setembro”.

A seleção nacional de futebol irá iniciar a sua campanha de qualificação para o Campeonato Africano das Nações 2023 com uma deslocação ao Burkina Faso para defrontar em jogo da primeira jornada do Grupo B, a ser disputado a 30 de maio.

De acordo com o calendário da Confederação Africana de Futebol (CAF), Cabo Verde estreia-se em casa contra o Togo, em partida da segunda jornada, agendada para 14 de junho próximo.

Para a terceira e quarta jornada, os Tubarões Azuis defrontarão Eswatini (antiga Suazilândia), no dia 19, em casa, e oito dias depois voltarão a defrontar Eswatini, como equipa visitante.

Os dois últimos jogos, quinta e sexta jornada, respectivamente, serão disputados entre 20 a 29 de Março de 2023, o Burkina Faso em casa e depois fechando a qualificação fora frente ao Togo.

De acordo com o regulamento da prova, qualificam-se para a fase final do CAN’2023, a ser disputada na Costa do Marfim, as duas primeiras seleções de cada grupo.

Cabo Verde vai tentar a sua quarta participação numa fase final do CAN, depois das presenças de 2013, na África do Sul, 2015 na Guiné Equatorial e 2021 nos Camarões.

CrioloSports/RCV


Print   Email

         

Mais de 10 anos com os desportistas cabo-verdianos

 

 

 

SUBSCREVER AS NOSSAS NEWSLETTERS

Ao subscrever, tomo conhecimento que as newsletter poderão conter publicidade.
 

SUBSCREVER AS NOSSAS NEWSLETTERS

Ao subscrever, tomo conhecimento que as newsletter poderão conter publicidade.