Mundial 2022: Ricardo Gomes decide em afastar-se da seleção nacional


Ricardo Gomes decidiu em afastar-se da seleção nacional durante o estágio de preparação para o jogo da segunda jornada do Grupo C de qualificação para o Mundial’2022 frente a Nigéria, a ser disputado no Estádio “Adérito Sena”, na cidade do Mindelo, São Vicente.


Informou, em comunicado, o avançado do Partizan de Belgrado da primeila liga da Sérvia.

Ricardo Gomes explica o afastamento pelo facto de ter ficado claro que a equipa técnica, comandada por Pedro Brito, “Bubista”, não contar com ele para a primeira e segunda equipa, após o treino coletivo de hoje, dia 4 de setembro, para a partida contra a seleção da Nigéria.

Eis o comunicado do avançado salense de 29 anos:

“Boa noite, serve a presente para dirigir-me ao povo cabo-verdiano e explicar o seguinte: Como é do conhecimento público de momento estou a jogar no Partizan FK clube que participa no campeonato sérvio.

Assim sendo, para quem conhece, as viagens da Servia para Cabo verde ou outro país africano aonde joga a nossa seleção têm uma longa duração com os efeitos conhecidos das viagens longas.

No entanto, durante estes anos tenho sempre honrado as convocatórias, mesmo em situações em que profissionalmente seria aconselhável recusar ou abdicar temporariamente da nossa seleção, colocando a nossa seleção acima das minhas ambições pessoais e profissionais e das ambições dos clubes que para todos os efeitos são os responsáveis e maiores investidores na minha carreira profissional, tudo no cumprimento do sonho de participar e ajudar o nosso país (aliás, sonho que tive desde que me conheço como pessoa).

Contudo, hoje (04.09.2021) após o treino coletivo para a partida contra a seleção da Nigéria, ficou claro que a minha ajuda de momento é dispensável, já que, não obstante a longa viagem feita desde a Sérvia ficou claro que para a equipa técnica não conto para a primeira e nem para segunda equipa.

De realçar que no referido treino foi feito duas equipas sendo que fiquei de fora das duas.

Ora, tendo em conta a minha idade e bem como todos constrangimentos com as viagens para representar a nossa seleção, entendo que não fazendo parte da escolha da equipa técnica da nossa seleção não faz sentido continuar a fazer parte da nossa seleção, sendo que a minha vaga poderá muito bem ser preenchida por um jogador jovem, que de momento inicia a sua trajetória futebolística.

Não quero culpar ninguém pela minha decisão, muito menos o pessoal que faz parte da equipa técnica e da FCF, tratando-se apenas de uma constatação e de uma decisão tomada com calma e ponderação, ouvido as pessoas que mais me ajudaram durante a minha carreira futebolística.

A vida de um jogador de futebol é isso mesmo, há que saber posicionar de forma consciente e ponderada perante as decisões que nos ultrapassam. Por conseguinte, comunico a minha decisão de afastar-me imediatamente da nossa seleção, dando lugar a aqueles que se encontram na “fila” à espera de uma oportunidade, dizendo que nunca senti e nunca sentirei orgulho maior do que representar a nossa seleção.

Desejo sorte à nossa seleção, e que nos todos estejamos a torcer pela nossa seleção no próximo mundial de futebol. A todos um muito obrigado.”

ADP
CrioloSports


Print   Email