Boxe: Nancy Moreira falha primeira tentativa de Paris’2024 e disse estar de “coração partido”



A pugilista internacional cabo-verdiana Nancy Moreira, campeã da África em título nos 66Kg, falhou a qualificação directa para os Jogos Olímpicos, em Dakar, mas não vira cara à luta, ainda que se sinta de coração partido.



“De coração partido é a palavra certa. Perdemos nos quartos-finais. A verdade é que não me preparei para isto, não me preparei para anunciar que perdi, que não foi da primeira oportunidade de qualificação que iria conseguir, não me preparei para o que estou a sentir neste momento”, desabafou a atleta residente em Portugal e que integrou a selecção cabo-verdiana.

“Muitas conquistas até aqui, muitos desafios, muitas dificuldades, mas muito Amor pelo que faço e por quem faço”, realçou, acrescentando que “tudo estava encaminhado para levar o Bilhete Dourado para casa, mas não vai ser desta vez. Temos ainda mais duas oportunidades de qualificação, mas sinceramente não quero pensar nisso agora”, explicou.

Quanto ao duelo que ditou a sua eliminação às meias-finais, Moreira disse que “o combate foi bem disputado”, que não se arrepende de nada e que se sente super-orgulhosa da sua performance e o quanto cresceu até aqui.

Agradeceu à família, aos patrocinadores, à família, ao Comité Olímpico, ao treinador da selecção, Adilson Varela, ao fisioterapeuta, ao presidente da Federação Cabo-verdiana de Boxe, Manuel Amaro Monteiro e a “todos os colegas que têm um potencial gigante”.

SR/HF

Inforpress


Print   Email

         

Mais de 10 anos com os desportistas cabo-verdianos

 

 

 

SUBSCREVER AS NOSSAS NEWSLETTERS

Ao subscrever, tomo conhecimento que as newsletter poderão conter publicidade.
 

SUBSCREVER AS NOSSAS NEWSLETTERS

Ao subscrever, tomo conhecimento que as newsletter poderão conter publicidade.