São Vicente: Ailton Lima faz travessia a Djéu com tempo recorde e vence a sétima edição


O nadador Ailton Lima, representante da ilha do Sal, venceu hoje a sétima edição do Volta a Djéu (Ilhéu dos Pássaros) a nado com o tempo recorde de 1 hora e 46 minutos e 11 segundos.


Esta é a segunda conquista em menos de um mês do atleta, de 27 anos, natural da Boa Vista e que representava a ilha do Sal.

Ailton Lima, que  participou pela primeira vez na travessia à Djeu, tinha também conquistado o  II Campeonato Nacional de Natação, em águas abertas, realizado a 18 de Agosto no Sal.

Nesta travessia, cujo  percurso  é de cinco  quilómetros, o nadador que vai representar Cabo Verde no campeonato em piscina e mar aberto no Gana, de 11 a 17 deste mês, disse que a intenção não era vencer, mas sim desfrutar da prova.

“A prova foi boa, porque saímos num bom ritmo e estivemos na frente com quatro a cinco atletas. Depois que começamos a sair para o largo da baía encontramos muita corrente com ondulação, mas o meu objectivo, não era ganhar, era desfrutar desta prova”, explicou o jovem que se estreou em provas de natação em àguas abertas em 2015  com o grupo Tarrafal Swim tendo conquistado o  9º lugar.

O segundo nadador a fazer a travessia em menos tempo possível foi Bruno Fernandes,26 anos, natural de Santiago, mas que representava São Vicente, ilha onde vive.

O nadador fez o percurso em 1 hora 49 minutos e cinco segundos, um segundo a menos do que o estreante na prova Nuno Fonseca, de São Vicente, que ficou no terceiro lugar.

“Foi uma boa prova. Eu e o colega que venceu primeiro lugar estávamos num bom ritmo e todos juntos, mas ele começou a afastar-se de nós já na recta final. Ele estava bem preparado e felicito-o por isso” , explicou Bruno Fernandes, que participa no  Volta a Djéu pela terceira vez.

Segundo a mesma fonte, ter ficado no segundo lugar nesta edição mostra a sua evolução comparado com a edição anterior. Também mostrou-se satisfeito com a sua prestação porque  no II Campeonato Nacional de Natação, em águas abertas, conseguiu apenas o 10º posto.

O  terceiro lugar, Nuno Fonseca, de 30 anos, fez o Volta a Djéu no tempo de  1 hora 49 minutos e seis segundos, o que mostra uma disputa acirrada com Bruno Fernandes.

“Esta é a minha primeira vez que participo Volta a Djéu. Este ano quis começar o treino mais  cedo para vir com mais força mas no ano seguinte prometo que farei melhor, “afirmou Nuno Fonseca, que apela mais pessoas a participar do evento.

Para o presidente da Associação de Natação de São Vicente, Jandir de Pina, o facto de nesta edição ter batido um recorde de os quatro primeiros classificados nessa travessia serem também nadadores que participaram na prova nacional de natação em águas abertas mostra o crescimento do Volta a Djéu.

Por isso, explicou, a organização pensa oficializar este evento e transformá-lo numa competição internacional já no próximo ano.

“Queremos incentivar a prática natação, dos desportos náuticos e pessoas  a praticar nado no mar aberto. Tivemos o participante mais velho de 59 anos para mostrar que a prova não tem escalões desde que o atleta esteja preparado psicológica e fisicamente”, defendeu a mesma fonte para quem, através desta actividade “está-se a promover também a ilha de São Vicente, Cabo Verde e uma das sete mais belas baías do mundo”.

No entanto, durante o Volta a Djéu tiveram algumas desistências a meio do percurso, algo que Jandir de Pina justificou com lesões dos participantes.
CD/CP
Inforpress


Print   Email