Eliminatória CAN: Angola perde com Ghana na corrida ao CAN´2024


A Selecção Nacional de futebol de Angola perdeu, nesta quinta-feira, diante da congénere do Ghana, por 0-1, em jogo da terceira jornada do grupo E, disputado em Kumasi, para as qualificativas ao Campeonato Africano de 2024.


O golo do adversário foi marcado nos últimos segundos dos seis minutos de descontos, por Antoine Semenyo.

No encontro, decorrido no Baba Yara Stadium, o seleccionador nacional Pedro Gonçalves escalou Neblu, do 1.º de Agosto, ao invés do habitual Hugo Marques, do Petro, uma aposta que resultou na inviolabilidade da baliza angolana até escassos 30 segundos do apito final.

No lance, antecedido de uma falta à entrada da grande área, Neblu ainda defendeu incompletamente o remate colocado, mas após a bola embater no poste lateral, Antoine Semenyo apareceu para a emenda certeira, com os defesas angolanos completamente batidos.

No historial, Angola aguentou a pressão muito alta dos anfitriões até perto dos 20 minutos iniciais, passando a protagonizar, também, algumas jogadas de perigo. Ary Papel, M'Bala Nzola, Hélder Costa, Gelson Dala e Fredy eram as unidades mais avançadas dos Palancas Negras.

O intervalo chegou com o resultado nulo.

No reatamento, ao contrário da primeira parte, foi Angola que tomou a iniciativa do jogo e o equilíbrio era patente ate que foram operadas substituições que resultaram em fragilidades para o ataque angolano.

Já sem Ary Papel, M'Bala Nzola, Hélder Costa, Gelson Dala e Fredy em campo, o adversário, até então com muitas cautelas defensivas, subiu as suas linhas de ataque e a defesa nacional passou a ser mais pressionada até ao momento fatal.

Com este resultado, Angola mantém-se na segunda posição da classificação com quatro pontos, os mesmos que a  República Centro-Africana, terceira, que hoje venceu o Madagáscar, por 3-0.

O Ghana soma agora sete pontos, numa altura em que, para depender de si, Angola fica obrigada a vencer o último confronto de segunda-feira, dia 27, no estádio 11 de Novembro, em Luanda, para garantir presença no CAN da Côte d'Ivoire, previsto para este ano, mas transferido para o próximo.
Angop


Print   Email

         

Mais de 10 anos com os desportistas cabo-verdianos

 

 

 

SUBSCREVER AS NOSSAS NEWSLETTERS

Ao subscrever, tomo conhecimento que as newsletter poderão conter publicidade.
 

SUBSCREVER AS NOSSAS NEWSLETTERS

Ao subscrever, tomo conhecimento que as newsletter poderão conter publicidade.